Instalando e Configurando o Redis no CentOS 7

Este artigo aborda como instalar e configurar o Redis no Linux CentOS 7 64 bits, e os comandos principais para utilização.

 

Sobre Redis:

 

Redis é uma estrutura de dados do servidor, também considerado um banco de dados NoSQL. É open-source, em rede, na memória, e armazena chaves com durabilidade opcional. O desenvolvimento de Redis foi patrocinado pela Redis Labs desde junho de 2015. Antes disso, ele foi patrocinado pela Pivotal Software e pela VMware. De acordo com o ranking mensal por DB-Engines.com, Redis é o banco de dados de valores-chave mais popular do mundo.

 

Atualize o CentOS antes de inciar a instalação:

yum -y update

 

Instale o EPEL-RELEASE

yum -y install epel-release

 

Iniciando a instalação

 

Após as configurações acima execute o comando abaixo:

yum -y install redis

 

 

Depois de concluída a instalação execute o comando para inicializa-lo:

systemctl start redis

 

Verificar o status do serviço:

systemctl status redis

 

Configurando o Redis para inicializar automático no boot:

systemctl enable redis

 

Verificar se o Redis esta executando:

redis-cli ping

 

Retorno: PONG

 

Arquivos de configuração

 

Para editar o arquivo de configuração faça o seguinte:

nano /etc/redis.conf

 

 

Opções de Persistência

 

O Redis oferece duas opções para a persistência do disco:

Instantâneos pontuais do conjunto de dados, feitos em intervalos especificados (RDB).
Anexar apenas logs de todas as operações de gravação realizadas pelo servidor (AOF).
Cada opção tem seus próprios prós e contras detalhados na documentação da Redis. Para o maior nível de segurança de dados, considere executar ambos os métodos de persistência.

 

Como a persistência do instantâneo ponto-a-tempo é habilitada por padrão, você só precisa configurar a persistência AOF:

 

Certifique-se de que os seguintes valores são definidos para as configurações de appendonly e appendfsync em redis.conf:

 

appendonly yes
appendfsync everysec

 

Sintonização básica do sistema
Para melhorar o desempenho da Redis, defina a configuração da memória de overcommit do kernel do Linux como 1:

sysctl vm.overcommit_memory=1

 

Isso imediatamente muda a configuração da memória de overcommit, mas a mudança não irá persistir durante as reinicializações. Para torná-lo permanente, adicione vm.overcommit_memory = 1 a /etc/sysctl.conf:

     
vm.overcommit_memory = 1

 

Comandos principais do Redis

 

Iniciar o executor de comandos do Redis:

redis-cli

 

Comando ECHO “mensagem” serve apenas para retornar uma mensagem enviada para o servidor:

ECHO "Hello World"

 

Retorno: “Hello World”

 

 

Comando SET chave_gravar “valor gravar” serve para armazenar no Redis uma chave e seu valor.

SET minha_chave "Hello World"

 

Retorno: OK

 

Comando GET que é o responsável por buscar o valor de uma determinada chave.

 

GET minha_chave

 

Retorno: “Hello World”

 

 

Comando DEL apagar a chave que acabamos de criar e consultar.

 

DEL minha_chave

 

Retorno: (integer) 1

 

Para sair do prompt de comando do Redis digite quit ou help <commando> para ajuda.

 

Maiores informações:

 

Clients para o Redis em diversas linguagens: Java, C# e outras: https://redis.io/clients

 

Comandos avançados: http://www.pt.w3eacademy.com/redis/index.htm

 

Redis Desktop Manager: https://redisdesktop.com/download

 

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Redis

https://www.linode.com/docs/databases/redis/install-and-configure-redis-on-centos-7