Instalação NANO

Sobre:

NANO
É um editor que deve ser executado a partir de um terminal, e se concentra em simplicidade, é um clone do antigo editor de texto Pico, o editor para o cliente de e-mail Pine, que foi muito popular lá pelos anos 90, em UNIX e sistemas do tipo UNIX. O Pine foi substituído pelo Alpine e o Pico pelo Nano, mas algumas coisas não mudaram – assim como a simplicidade de edição com o Nano. Veja uma imagem de terminal rodando o Nano:

Detalhes:

Instalação do NANO no CentOS 6.5:

# yum -y install nano

Comando para iniciar:

# nano nomedoarquivo

Dicas:

Todas as combinações de teclas para Nano começam com a tecla CTRL. Para executar um comando você deve manter a tecla CTRL pressionada e clicar na segunda tecla para executar a ação. As combinações mais comuns para Nano são:
CTRL-x – Sai do editor. Se você estiver no meio da edição de um arquivo, o processo de saída irá perguntar se você quer salvar seu trabalho.
CTRL-R – Ler um arquivo em seu arquivo de trabalho atual. Isso permite que você adicione o texto de outro arquivo enquanto trabalha dentro de um novo arquivo.
CTRL-c – Mostra a posição atual do cursor.
CTRL-k – ‘recorta’ o texto.
CTRL-U – ‘cola’ o texto.
CTRL S – Salva o arquivo e continua trabalhando.
CTRL-T – verifica a ortografia do seu texto.
CTRL-w – faz uma busca no texto.
CTRL-a- leva o cursor para o início da linha.
CTRL-e – leva o cursor para o fim da linha.
CTRL-g – mostra a ajuda do Nano.

Fonte:
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Introducao-ao-Linux-O-editor-de-texto-Nano/

Origem:
http://www.nano-editor.org/